18 de junho de 2012

Conheça o RIC, a carteira de identidade do futuro

O RIC é o número único de Registro de Identidade Civil pelo qual os brasileiros serão identificados em suas relações com a sociedade e com os órgãos públicos ou privados. O RIC apresenta avanços tecnológicos que posicionam o Brasil na vanguarda da identificação civil.

Com a chegada do RIC, cada cidadão passará a ter um número nacional baseado em suas impressões digitais. Isso evita que o cidadão seja confundido com outra pessoa ou que alguém se passe por outro para cometer crimes, contrair dívidas ou cometer abusos. Por isso, o RIC será um importante mecanismo para facilitar a inclusão social e ampliar a segurança para os processos de abertura de contas, concessão de créditos e redução de fraudes e prejuízos.

O RIC já será emitido com certificação digital. A combinação das impressões digitais com a certificação digital tornará o processo de identificação pessoal mais seguro. Isso possibilita, por exemplo, maior segurança nas redes de comunicação, redução de fraudes e crimes na internet, entre outras vantagens. Outra facilidade com a inclusão do Certificado Digital é que algumas ações que antes só eram realizadas na presença do interessado poderão ser feitas pela internet utilizando-se da identificação virtual. Assinar contratos, mandar cartas, realizar compras e solicitar serviços: tudo feito pela internet com segurança, agilidade e comodidade. 

Resumindo: o RIC moderniza o sistema de identificação civil do país, garante que cada cidadão será único em uma base de dados nacional, fortalece as relações da sociedade com os órgãos públicos e privados, contribui para a promoção da inclusão social e digital, além de ampliar os mecanismos preventivos de segurança pública.

O grande problema, porém, é que o projeto permanece parado, por conta de um problema na emissão dos cartões com chip, e ainda não há uma previsão para a execução do programa.

Para saber mais sobre esse revolucionário sistema, acesse o Portal do Ministério da Justiça.

2 comentários:

FERNANDO disse...

Oi, Victor.
Bom vê-lo de novo por aqui ("por lá" está ainda mais difícil, né?).
Pois é, eu já havia ouvido falar nesse troço, inclusive que ele seria disponibilizado inicialmente no DF, Rio e alguns outros estados em cuja lista São Paula não se incluía, de modo que não procurei saber mais detalhes.
Tomara que o projeto sai logo do papel e chegue às ruas, pois a falsificação de documentos convencionais é uma prática pra lá de comum, e as dores de cabeça são imensas.
Abraços, meu caro, e até mais ler.

Prof. Adinalzir disse...

Olá, Victor!
Ando meio sumido, mas sempre apareço. Vamos torcer para que esse projeto dê certo e se concretize. Falta só vontade política. Mas isso no momento está muito difícil no Brasil. Abraços!

Postar um comentário

- Comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se com um nome válido!

- Também não é permitido deixar links no campo "Nome". Se você quer, por exemplo, divulgar o endereço do seu blog, use o campo "URL".

- Por fim, vale lembrar que os comentários aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do administrador deste blog.

Related Posts with Thumbnails